crianças

Crianças aprendem a ter uma mentalidade inovadora, praticando a curiosidade!

Quais serão as opções que nossas crianças terão daqui a 15 ou 20 anos? E se não sabemos como será o futuro, como prepará-los para o que virá?
Tenho certeza de que em algum momento você já parou para se perguntar sobre essas ou outras questões à respeito do mundo que estamos construindo para a nova geração.
A GIANT veio com o propósito de ajudar a criar uma geração de inovadores, com uma mentalidade resiliente e criativa, fazendo com que, independente das incertezas, elas estejam preparadas e capacitadas para conquistar o sucesso e fazer a diferença no Século XXI.

CONHEÇA A METODOLOGIA DO MAKER CURIOSO

crianças e o mundo

Baseado no conceito Project Zero de Harvard, a metodologia do Maker Curioso se dá com a inserção do aluno no personagem e sua criação, sendo cada etapa desenvolvida para estimular a exploração do ambiente por meio de uma contação de história que dá espaço as narrativas imaginadas, continuadas e/ou materializadas pelas crianças, fazendo com que elas partam de suas bagagens para pensar e habitar essas histórias.  

Essa metodologia tem três pilares a saber: OLHAR DE PERTO, EXPLORAR E ENCONTRAR NOVAS POSSIBILIDADES.

  • OLHAR DE PERTO ou o “fazer parte” é sentir-se como um inventor: traz o aluno para perto do que se quer EXPLORAR.

 

  • EXPLORAR: o aluno é convidado para EXPLORAR o objeto inventado, feito em maquete, para que ele possa DESCONTRUIR, PENSAR NAS PARTES DESSE OBJETO e PERCEBER como funciona. É o momento da troca de ideias sobre todo o universo desse aluno e de suas percepções em relação ao instrumento de observação, o que nos leva a ENCONTRAR NOVAS POSSIBILIDADES.

 

  • ENCONTRAR NOVAS POSSIBILIDADES: é um momento de conversa e novas ideias, com atividade de colagem e desenho para reforçar o momento de “eureca” e levá-los a reproduzir o conceito em outros ambientes, seja na escola ou em casa.

 

O desafio da metodologia está em calibrar o olhar do aluno para perceber as partes de tudo à volta e como se relacionam. Podemos ainda, estimular a busca do “novo”, explorando essas partes com o objetivo de estimular a curiosidade e além disso, ensinar que é possível buscar conhecimentos para contribuir com a criação de novas ideias. Podemos inclusive nos dedicar ao aprimoramento e disseminação de práticas, juntos, para validar a aprendizagem mais colaborativa e criativa para todos.

Giant.jpg